A revolução do conteúdo mobile. Você está preparado? - Agência Tribo - Marketing Digital

A revolução do conteúdo mobile. Você está preparado?

A revolução do conteúdo mobile. Você está preparado?

A revolução do conteúdo mobile. Você está preparado?

Está em curso uma explosão mobile relevante e com ela uma revolução para com os conteúdos em plataformas móveis em três grandes distribuidoras de conteúdo: Facebook, Google e Apple.

O primeiro através da sua grande e influente rede social; a segunda através do seu buscador largamente utilizado e responsável por boa parte do tráfego de inúmeros publicadores de conteúdo; e a terceira, não menos importante, mais com seu universo poderoso e repleto de usuários espalhados pelo globo.

O consumo de informação há tempos é pauta de várias discussões, mas atualmente a que ganha muita atenção é o consumo de informações através dos dispositivos móveis.

No Brasil, por exemplo, há mais aparelhos do que habitantes e alguns comportamentos vem ganhando força e sendo representativos.

● Mensageiros mobile: os aplicativos de mensagens são utilizados por 43% da população;
● Vídeos no mobile: 35% da população consomem vídeos em seus dispositivos;
● Games no mobile: os jogos vem ganhando cada vez mais jogadores no ambiente móvel, sendo 21% atualmente da população;
● Banco no celular: as transações bancárias já são realizadas por mais de um quarto, 28%, da população;
● Serviços de mapas mobile: os aplicativos de mapas ganham cada vez mais adeptos, 33% é a representação atual.

Consumir informação em tamanhos de telas variados, conexões à internet instáveis e uma impaciência sem tamanho por parte dos usuários exigiu um esforço, e um aproveitamento de mercado, de gigantes do setor para melhorar a experiência dos seus usuários ao consumirem informações em dispositivos móveis a partir do seu ambiente.

Elas perceberam que os usuários querem ter acesso ao conteúdo instantaneamente, querem uma experiência centrada na informação, sem firula, sem demasiados anúncios e popups para lhes convencerem a serem leads do canal em questão.

Publicadores de conteúdo que adaptam suas plataformas para fazerem uso de novas tecnologias ganham maior relevância por parte dos algoritmos desses sistemas e maior engajamento por parte dos seus usuários, uma vez que o conteúdo carrega rápido e a informação é disposta sem distração e direto ao ponto, algo essencial para pessoas que consomem cada vez mais, e mais, informações espalhadas pela internet.

O Facebook adota o FBIA (Facebook Instant Article) aplicado exclusivamente em seu aplicativo mobile.

O Google encabeçou uma iniciativa Open Source através do AMP (Acelerated Mobile Pages) utilizado em seu mecanismo de busca e outros serviços e foi acompanhado por outras relevantes plataformas como Twitter, LinkedIn e Pinterest, por exemplo.

Já a Apple em uma atualização do iOS substituiu o aplicativo Newsstand pelo News, com isso originou o Apple News, e disponíveis em aparelhos iPhone e iPad.

As três plataformas apresentaram soluções iguais em conceito, mas cada uma tem seu propósito e formato.

Todas transformam conteúdos de blog ou notícias de portais, por exemplo, em conteúdos estáticos que são carregados extremamente rápidos em dispositivos móveis e com uma experiência “app-style” dentro do resultado de buscas do Google, se adotado o AMP, e no aplicativo do Facebook, se aplicado o FBIA, ou no aplicativo News da Apple e por conseguinte em sua grande massa de smparthones e tablets.

Ambas tecnologias são implementadas nas páginas web através da adição de tags no cabeçalho das páginas para que os mecanismos possam reconhecer e se beneficiar do conteúdo.

Elas também informam e direcionam o comportamento dos robôs que leem e consomem os dados; faça um paralelo as diretivas do robots.txt que instrui os robôs de busca.

Uma vez implementado é necessário se inscrever em seus programas e submeter os conteúdos; faça um paralelo, por exemplo, ao envio do sitemap do seu site através do Google Search Console.

Conquistar um alcance orgânico dentro da maior rede social do mundo tem sido cada vez mais um grande desafio, e quanto mais conseguirmos que os conteúdos sejam compartilhados, maior nossa probabilidade de alcançar mais pessoas.

Conteúdos publicados dentro do ambiente do Facebook que adotam o FBIA oferecem uma facilidade maior de seus usuários compartilharem as informações consumidas e por conseguinte um engajamento mais efetivo com suas publicações.

Alcançar as melhores posições no Google é o desejo incansável de publicadores de conteúdo, uma vez que a busca orgânica tem uma representação significativa em seus tráfegos.

E o Google já está beneficiando páginas com o AMP implementado. Ter uma combinação de bom posicionamento, experiência centrada no usuário e um CTR relevante nas páginas exibidas no resultado de busca é garantia de tráfego, conversões e uma audiência crescente.

O mundo Apple é fechado, e vem se abrindo ao longo do tempo de forma tímida, mas não podemos desconsiderar o potencial que é atingir o universo de usuários de iPhone e iPads em todo o mundo.

Considerar a publicação dos conteúdos no Apple News é mais uma alternativa de alcance de audiência e estar presente cada vez mais próximo dos leitores.

Considere implementar em suas páginas web as tecnologias das três gigantes: Facebook, Google e Apple e forneça para sua audiência uma experiência cada vez melhor de leitura e consumo da sua informação, independente da plataforma de preferência dos seus usuários e momento de uso. Seja junto aos amigos, na busca por informação ou na cama com a luz dos aparelhos refletindo sobre seus rostos antes de dormir e pela manhã quando acordam em busca de se atualizarem.

Fonte