Funil de conteúdo e funil de vendas B2B: quais as diferenças?  

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
funil de conteúdo e funil de vendas transformam prospectos em consumidores

Usadas frequentemente no Inbound Marketing, o funil de conteúdo e o funil de vendas possuem diferenças básicas ainda que possuem o mesmo objetivo: transformar prospectos em consumidores. 

A estrutura dos dois funis é semelhante em sua disposição, mas possui diferenças em sua composição. O processo das duas etapas acaba se encontrando e trabalhando em conjunto para que os objetivos da empresa sejam atingidos.

Válido contextualizar e informar que, antes, as mensagens transmitidas pelo marketing eram genéricas e tinham o objetivo de atingir o máximo de pessoas possível. Hoje, o processo não funciona assim. Foram desenvolvidas outras formas para alcançar possíveis clientes como o Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

Com o Inbound Marketing, o foco não é para o produto, mas na mensagem. O Marketing de Conteúdo trabalha com a criação e distribuição de conteúdo relevante para o cliente, mas sem deixar sua marca em evidência.

Para que todos esses processos tenham eficiência, é essencial ter um funil de conteúdo bem definido, assim como um funil de vendas. Acompanhe o artigo e entenda mais!

 

O que é o funil de conteúdo?   

O funil de conteúdo é uma ferramenta de marketing digital criada para auxiliar na condução do Lead pela sua jornada de compra a partir de entregas ou conteúdos com informações relevantes e valiosas. 

Como já abordei, seu principal objetivo é atrair, converter e fidelizar um cliente, convencendo-o de que você oferece a melhor solução para o seu problema.

O funil é dividido em três etapas: topo, meio e fundo. Para cada uma delas, existem contextos adequados para a entrega de conteúdos valiosos, confira!

 

  1. Conteúdo topo de funil

O conteúdo topo de funil (TOFU) é a porta de entrada do público para o seu negócio. O principal objetivo desta etapa é atrair a maior quantidade possível de usuários e gerar bastante conhecimento da marca.

Para isso, o conteúdo TOFU deve responder às principais dúvidas do usuário, ajudando-o a entender que possui um problema. Algumas sugestões de conteúdo para essa etapa inicial:

  • Conteúdo em blogposts educativos;
  • Posts em redes sociais;
  • Vídeos educativos;
  • E-books ou materiais ricos

 

  1. Conteúdo meio de funil

No topo do funil, o Lead não sabia que tinha um problema. Porém, com os seus conteúdos de topo, ele entende que precisa de uma solução e passa a buscar mais sobre ela. Ou seja, agora, no meio de funil (MOFU),  o público já está familiarizado com a sua marca e começa a entender quais as necessidades que os seus produtos ou serviços atendem.

No entanto, esse usuário ainda não está 100% pronto para comprar. É necessário aquecê-lo um pouco mais por meio do conteúdo de meio de funil – conteúdo que pode complementar o entendimento dele acerca do problema ou da solução.

Para isso, o conteúdo MOFU deve ser mais específico em relação ao problema que o Lead enfrenta e a solução que a sua marca oferece. Algumas sugestões de conteúdo para essa etapa:

  • Conteúdo em blogposts mais aprofundado;
  • Posts específicos sobre o produto, serviço ou solução;
  • Materiais comparativos;
  • E-mail marketing;
  • E-books ou materiais ricos

 

  1. Conteúdo fundo de funil

Esta última etapa, o fundo de funil (BOFU), é formada pelo público que já sanou quase todas as dúvidas. Nesta fase, é preciso encantar e incentivar o Lead a tomar uma ação de compra.

Para isso, o conteúdo BOFU deve mostrar que a sua solução é, de fato, a melhor para o problema do Lead, transmitindo autoridade e confiança. Algumas sugestões de conteúdo para essa etapa:

  • Cases de sucesso;
  • Reviews;
  • Depoimentos.

 

O que é o funil de vendas?  

A partir da última etapa do funil de vendas, a equipe de vendas assume e é necessário que tenha um funil de vendas bem definido para que o cliente faça um caminho até a concretização da venda. 

Cada empresa terá necessidades diferentes e, por isso, o funil de vendas pode variar. Mas, geralmente, ele é dividido em topo, meio e fundo de funil:

  • Topo de funil de vendas: nessa primeira fase, acontece o contato inicial com o cliente.
  • Meio de funil de vendas: se o cliente chegou até essa fase, o cliente já entendeu o seu problema e tem interesse em solucioná-lo e quer saber o que a sua marca irá oferecer para isso.
  • Fundo do funil de vendas: o cliente já tem uma relação de confiança com a empresa, entendendo que é uma referência no assunto. ele já está pronto para escolher e espera uma proposta para o fechamento do negócio. 

 

Importante dizer que o funil de vendas dá suporte à jornada de compra, que detalhamos no nosso método, o Método Tribo. A jornada possui o objetivo de representar os passos que o cliente percorre até a aquisição do seu produto e é formada:

  • Descoberta do problema;
  • Reconhecimento do problema e consideração da solução;
  • Decisão de compra. 

funil-de-vendas

Todas essas ferramentas são parte do Marketing de Conteúdo – uma estratégia estruturada para elaborar e distribuir conteúdos relevantes com o objetivo de atrair, cativar e reter clientes. 

Ou seja, diferente da mídia tradicional, que interrompe e evidencia a marca e o produto a serem vendidos, o marketing de conteúdo fornece informações valiosas que primeiro ajudam o cliente e, depois, fixam a marca com uma relação de troca.

Primeiro gera confiança, depois realiza a venda, criando conexões mais profundas entre as marcas e seus consumidores.

 

Agência Tribo 

Somos uma Agência Digital que atua desde 2001. Com experiência e resiliência, nossa missão é contribuir para o crescimento das empresas e indústrias por meio do Marketing Digital de Performance.

Com profissionais renomados, criativos, ágeis e ousados, a equipe Tribo atende bem para atender sempre, seguindo o lema que usamos desde 2001: criar a solução exata onde as ideias não têm limites.

Espero o seu contato por aqui:whatsapp-logo-1

Maurício Simão
Maurício Simão

Sócio e Cofundador

Publicitário por formação, atua na área digital desde 1999, quando tudo ainda era mato e a internet só estava engatinhando. Como consultor e especialista, Mauricio Simão traduz essa linguagem digital tão complexa e cheia de ferramentas para que as empresas organizem melhor seus departamentos de marketing e tenham processos para se relacionar melhor com seus clientes e consigam se tornar cada vez mais relevantes.

Maurício Simão
Maurício Simão

Sócio e Cofundador

Publicitário por formação, atua na área digital desde 1999, quando tudo ainda era mato e a internet só estava engatinhando. Como consultor e especialista, Mauricio Simão traduz essa linguagem digital tão complexa e cheia de ferramentas para que as empresas organizem melhor seus departamentos de marketing e tenham processos para se relacionar melhor com seus clientes e consigam se tornar cada vez mais relevantes.

Posts Relacionados

05 ferramentas essenciais de marketing digital  

Case de sucesso marketing: como a Agência Tribo gerou leads qualificados para a MULTITTECH

Como vender mais com o calendário sazonal 

Categorias

Categorias

Últimos Posts

05 ferramentas essenciais de marketing digital  

Case de sucesso marketing: como a Agência Tribo gerou leads qualificados para a MULTITTECH

Como vender mais com o calendário sazonal 

CHAT

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar esse site, você concorda com o uso de cookies.

Olá, vamos aumentar suas vendas?