Conheça os fatores de rankeamento do Google

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Toda empresa ou indústria quer aparecer em primeiro lugar nas buscas do Google. Embora ninguém tenha exatamente “a fórmula exata” de quais são os principais fatores de rankeamento no Google – e como eles influenciam nos resultados orgânicos de um site institucional – eles existem.

A nossa Tribo até já elaborou um material gratuito intitulado: “10 Dicas Infalíveis para Posicionar a sua Empresa no Google”. Aliás, o próprio Google confirma que são mais de 200 os fatores que definem quais páginas ficarão melhor posicionadas quando o usuário faz uma pesquisa.

Resumindo, fatores de rankeamento são critérios que o Google leva em consideração para posicionar melhor organicamente um site na página de resultados para uma busca a uma determinada palavra-chave.

Milagres não existem, se te oferecerem a primeira página do Google de forma simples e rápida, tenha certeza que estará caindo em golpe, ou em alguma “gambiarra” que no final das contas te trará mais dor de cabeça do que benefícios.

Neste artigo, tentei trazer para você quais são os fatores de rankeamento mais importantes do Google, confira!

Pagerank

Pagerank é uma métrica que remonta aos primórdios do Google. De uma forma bem resumida, essa métrica dá uma nota de 0 a 10 para a autoridade de uma página sobre uma determinada palavra-chave.

CASE TRIBO: Por falar em palavras-chave, o trabalho de marketing digital da nossa Tribo com a indústria de autopeças MTE-THOMSON resultou hoje, em média, com quase 20 mil palavras indexadas na primeira página dos resultados de busca.

Em um único mês, por exemplo, o número de visualizações de página chegou a 90 mil. A MTE-Thomson alcançou a posição zero do Google. Também conhecida como Featured Snippet é uma posição de destaque que aparece antes de todos os resultados da pesquisa orgânica do Google, ficando apenas abaixo dos links patrocinados.

Voltando ao tópico, essa nota – baseada principalmente na qualidade e quantidade de links que a página recebe – deixou de ser pública em 2016. No entanto, o Google ainda usa o Pagerank.

Autoridade de domínio

Na autoridade de domínio, a nota vai de 1 a 100 e quanto maior ela for, mais autoridade do seu domínio. Quanto mais sua página for referenciada em outras páginas do universo do seu negócio, mais o Google entenderá que o seu conteúdo é valioso e deve ser apresentado nas primeiras posições.

Um jeito interessante dessa estratégia é construir relações com blogs de empresas relevantes e que atuem em mercados complementares ao seu – o que pode gerar links naturalmente para o seu site.

Conteúdo de qualidade

A nossa Tribo sempre reforça sobre a importância do conteúdo de qualidade. Aliás, no Método Tribo de Marketing Digital é, praticamente, baseado em boas práticas de conteúdo original e relevante.

Antes de qualquer coisa, não copie conteúdo de outro lugar. Além de não ajudar a ranquear melhor o seu site, ele pode ser penalizado. O que vai reforçar a sua autoridade é o conteúdo de qualidade. O Google valoriza muito mais um texto bem escrito do que algo construído apenas para inserir palavras-chave.

Tamanho do conteúdo

Esse item está intimamente ligado ao anterior. Quanto maior for a quantidade de informações relevantes a respeito de um assunto, mais relevante o conteúdo como um todo será. Por isso, não há um número ideal de palavras ou caracteres para o Google, mas, em geral, quanto maior melhor.

No entanto, a ideia geral de que um artigo menor será mais superficial que um maior não faz muito sentido. O que quero dizer é que você não deve “encher linguiça”, pois além de espantar leitores, a experiência de leitura também será desagradável e fará com que seu conteúdo seja abandonado antes do final.

Palavra-chave no título

O título da página é um dos elementos mais importantes. Ele não é, necessariamente, o título do artigo. É, sim, uma propriedade do código HTML, que você pode ver na aba do navegador ou na página de resultados do Google. A palavra-chave tem que estar ali, de preferência logo no começo.

Se o seu site é WordPress – a Tribo só faz site em WordPress – uma dica é instalar o Rank Math ou Yoast SEO. Essas ferramentas são muito úteis para ajudar seu site no Google.

Palavra-chave no conteúdo

Além de estar no título é uma boa ideia a palavra-chave aparecer entre as primeiras 100 palavras. Coloque-a também em alguns subtítulos sem forçar a barra. De forma geral, a palavra-chave precisa ocupar espaços de destaque no seu conteúdo.

Tempo de permanência na página

Uma das coisas que o Google sabe é quanto tempo você (e quase toda a humanidade) passa em um site. Dessa forma ele vai saber se o seu site é interessante pelo tempo de permanência na sua página pelos usuários.

Velocidade de carregamento

Seu site deve ter uma boa velocidade para ser carregado. Caso demore muito para carregar, seu site pode ser penalizado pelo Google porque prejudica a experiência do usuário.

Design responsivo

Sites responsivos são aqueles que, com o mesmo layout e independentemente do dispositivo, se ajustam a qualquer resolução passando a mesma experiência de leitura ao usuário.

Otimização de imagens

Os mecanismos de busca não conseguem enxergar uma imagem da mesma forma que o olho humano. Eles identificam apenas pixels, não conseguindo ver com clareza do que se trata casa imagem. Por isso, é importante sinalizar para o robô sobre o que a imagem se refere e isso pode ser feito através do nome do arquivo, texto alternativo, descrição e legenda.

Usabilidade

De nada adianta você ter um ótimo conteúdo se a usabilidade do seu site for ruim. Como sabemos, o Google sempre considera a experiência do usuário e prioriza sites em que existe uma navegação fluida. Sendo assim, sites com uma navegação difícil e altas taxas de rejeição acabam tendo um desempenho inferior no seu posicionamento.

Certificado SSL

Se você ainda não utiliza o certificado SSL no seu site, não perca tempo. O Google mesmo já afirmou que utiliza o HTTPS como um critério para classificação do site, além de garantir a segurança dos dados e informações para todos nós.

Se você levar esses fatores de rankeamento do Google em conta, vai começar a ver resultados em breve. Embora não seja certo que sejam os mais importantes, eles farão a diferença.

Espero que o conteúdo tenha sido útil.

Se quiser saber mais sobre como a sua empresa ou indústria pode aparecer na primeira página do Google, fale comigo por AQUI.

Espero o seu contato,

Até breve!

Maurício Simão
Maurício Simão

falecom@agenciatribo.com.br

Publicitário por formação, atua na área digital desde 1999, quando tudo ainda era mato e a internet só estava engatinhando. Como consultor e especialista, Mauricio Simão traduz essa linguagem digital tão complexa e cheia de ferramentas para que as empresas organizem melhor seus departamentos de marketing e tenham processos para se relacionar melhor com seus clientes e consigam se tornar cada vez mais relevantes.

Maurício Simão
Maurício Simão

falecom@agenciatribo.com.br

Publicitário por formação, atua na área digital desde 1999, quando tudo ainda era mato e a internet só estava engatinhando. Como consultor e especialista, Mauricio Simão traduz essa linguagem digital tão complexa e cheia de ferramentas para que as empresas organizem melhor seus departamentos de marketing e tenham processos para se relacionar melhor com seus clientes e consigam se tornar cada vez mais relevantes.

Posts Relacionados

O que não fazer no Marketing de Conteúdo

Segredos das landing pages que convertem

Google Ads ou Facebook Ads: onde começar?

Categorias

Categorias

Últimos Posts

O que não fazer no Marketing de Conteúdo

Segredos das landing pages que convertem

Google Ads ou Facebook Ads: onde começar?

ico-whatsapp

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar esse site, você concorda com o uso de cookies.