Boas práticas para fazer uma videoconferência - Agência Tribo - Marketing Digital

Boas práticas para fazer uma videoconferência

Boas práticas para fazer uma videoconferência

Desde que o isolamento social iniciou em razão da pandemia da Covid-19 é explícita a intensa quantidade de lives ou transmissão ao vivo nas redes sociais. Aliás, este tema já foi abordado em um outro artigo no nosso blog

O fato é que estamos mais conectados e, como qualquer novidade, estamos aprendendo a lidar com novas tecnologias e com novas maneiras de nos comunicar por vídeo. No entanto, não se trata apenas sobre lidar com tecnologias, mas do contexto em que elas nos envolvem.

Em uma vídeoconferência, por exemplo, é preciso oferecer uma boa experiência para os participantes. Desta forma, preparei algumas dicas que você deve considerar para tornar sua chamada de vídeo mais tranquila e profissional possível, confira!

Faça uma videoconferência sem passar vergonha

 

1. Escolha um canal de comunicação

O primeiro passo para não errar é escolher as ferramentas de trabalho. Há muitas opções, você deve ver qual a que te atende melhor. As mais usadas são:

 

  • Zoom: Provavelmente a ferramenta mais popular do momento. Simples de usar e também oferece todos os recursos necessários. Tem versão gratuita.
  • Google Meet: Não precisa de nada para instalar – é tudo online, exceto se você quiser instalar o aplicativo de celular. Como é produto Google, garante uma boa estabilidade.
  • Microsoft Teams: Se a sua empresa esteja mais ligada aos programas da Microsoft, talvez essa ferramenta seja mais recomendável.

Há diversas outras ferramentas, você deve escolher a melhor para as suas necessidades. É bom estar atento, por exemplo, se o sistema escolhido oferece o recurso de compartilhamento de tela – importante em muitos casos.

 

2. Se prepare com antecedência para a videoconferência

 

Importante que você não deixe para se conectar no último segundo. Entre com antecedência, verifique se tudo está funcionando corretamente e, se encontrar problemas, resolva-os antes para aparecer na hora marcada. Essencial: certifique-se que a bateria do seu equipamento eletrônico está carregada antes de iniciar a videoconferência

 

3. Internet de boa qualidade

 

Antes de iniciar uma videoconferência, interrompa os processos que podem consumir Internet em sua rede. É importante garantir uma boa velocidade de conexão

 

4. Cuide da sua aparência

 

Estar apresentável ou cuidar da sua aparência faz parte do profissionalismo. A qualidade do seu vídeo também é importante. Coloque sua câmera na altura dos seus olhos para melhorar o ângulo. Cuidado com a iluminação também. Escolha ambientes claros. Ilumine o espaço ou fique de frente para uma janela, por exemplo.

 

5. Faça um roteiro

 

Antes de começar, faça um planejamento. Tenha um roteiro. Aliás, essa dica vale para qualquer tipo de atendimento – seja presencial ou por videoconferência. E, durante a videoconferência, você pode fazer anotações em um caderno. Também pode anotar em um aplicativo de sua preferência ou site, mas talvez seja mais difícil caso esteja fazendo a videoconferência e compartilhando tela. No papel você tem uma forma rápida de guardar as informações de que vai precisar após terminar a reunião remota. Não confie apenas em sua memória.

Espero que esse artigo tenha sido útil!

Desejo ótimas videoconferências com resultados positivos para você!

 

Compartilhe!
Mauricio Simão
falecom@agenciatribo.com.br

Publicitário por formação, atua na área digital desde 1999, quando tudo ainda era mato e a internet só estava engatinhando. Como consultor e especialista, Mauricio Simão traduz essa linguagem digital tão complexa e cheia de ferramentas para que as empresas organizem melhor seus departamentos de marketing e tenham processos para se relacionar melhor com seus clientes e consigam se tornar cada vez mais relevantes.